Latest Entries »

Entelagem da Asa

Grupo de Gavião, fazendo a entelagem da asa do Miniplanador.

Anúncios

 Campeonato de  Miniplanador 

Ao longo da história da aviação e do desenvolvimento da Engenharia Aeronáutica como ciência especializada é notável o uso de modelos ou experimentos desenvolvidos que fizeram uso de modelos em escala reduzida das aeronaves. Exatamente pensando em aproveitar o potencial educacional que a atividade centrada no projeto e construção de modelos pode proporcionar, foi idealizado em 2009 e em comemoração aos 40 anos da Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica) o Campeonato Embraer deMiniplanadores. 

É uma atividade planejada para levar a todos os alunos dos 3 últimos anos do Ensino 

Fundamental (7º ao 9º ano), desafios reais que envolvem desde a elaboração de um 

Relatório de Projeto (semelhante ao que é feito pelos engenheiros) com desenhos, 

esquemas e explicações relacionados às soluções usadas para o desenvolvimento do 

planador até a construção e teste deste mesmo planador visando avaliar, na prática, o 

desempenho deste durante a Competição de Voo. 

A competição contará com duas fases, a Competição de Projeto e a Competição de Voo.Apesar de serem duas fases aparentemente distintas estas deverão ocorrer praticamente em paralelo uma vez que a parte experimental, ou a construção do planador será feita em conjunto com a parte teórica ou de desenvolvimento dos relatórios e desenhos. 

Objetivos da Competição 

O Campeonato Embraer de Miniplanadores tem como principais objetivos: 

  • O principal objetivo do projeto é educacional, ou seja, este deve fazer com que os alunos participantes tenham contato com a aviação de uma forma extremamente didática e lúdica. É extremamente importante, fazer com que os alunos aprendam naturalmente, através de atividades que proporcionem aquisição de conhecimento e prazer.
  •  Incentivar e difundir a todos os alunos envolvidos os conhecimentos básicos e projetoe construção de aeronaves através de uma atividade que, mesmo sendo introdutória,mostra com uma boa aproximação os princípios físicos do voo e de funcionamento de aeronaves reais similares.
  • Incentivar a todos os alunos a buscar os conhecimentos voltados aos princípios físicos do voo e do desenvolvimento (ou projeto) de aeronaves. Promover uma oportunidade única de aprendizado na área aeronáutica através de um projeto multidisciplinar empolgante e desafiador.
  • Integrar os alunos em uma atividade multidisciplinar, que envolva desenho, cálculos básicos das características geométricas dos planadores, leitura e interpretação de textos, trabalho em equipe e o desenvolvimento de pesquisas.

Publico Alvo 

O Campeonato é dirigido aos alunos das três últimas séries do Ensino Fundamental (do 7º ao 9º ano) que estejam regularmente matriculados em escolas da rede pública e particular, de São José dos Campos, Botucatu e Gavião Peixoto

Número Máximo de Escolas Participantes 

Devido a limitações operacionais, logísticas, de tempo e espaço, o Campeonato terá o seu número de participantes limitado em 40 equipes de São José dos Campos, além da soma de 03 equipes de Botucatu e Gavião Peixoto. Com isso, temos um limite total de 43 escolas.Das 40 equipes de São José dos Campos, 80% deverão ser de escolas públicas (ou 32 equipes) e 20% de escolas particulares (ou 8 equipes). As escolas de Botucatu e Gavião Peixoto deverão ser escolas públicas. 

Cada escola pode ter apenas uma equipe. A formação da equipe fica a cargo da Escola. As equipes podem ser mistas ou não, isto é, alunos do 7º, 8º, 9º ano poderão fazer parte de uma única equipe se a escola assim o desejar.Ver Seção 1.4, pagina 4, sobre o processo de inscrição das equipes participantes. 

Orientações Gerais 

A competição não objetiva e não incentiva de maneira alguma disputas de superioridade entre escolas ou cidades. O único objetivo da competição é educacional, incentivando o interesse e propiciando a difusão e intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia aeronáutica, provendo uma oportunidade singular de desenvolvimento das capacidades técnicas e pessoais dos alunos de forma a despertar neles o gosto e o entusiasmo por atividades similares e em qualquer campo de atuação. 

Todo auxílio externo proveniente de um profissional ou professor deve ser de orientação e estimulo a efetiva participação dos componentes da equipe, pois o aprendizado é o item mais importante a ser considerado neste Campeonato.Os planadores deverão ser construídos seguindo limitações de tamanho (dimensões máximas e mínimas) definidas na Seção 2.2, página 8 e somente poderão ser fabricados usando materiais recicláveis (ou sucata) conforma definidos na Seção 2.3, página 9.O processo de construção dos planadores será explicado parcialmente neste documento e em maiores detalhes nas “Oficinas Tira Dúvidas”. As oficinas tira dúvidas ocorrerão na  data e locais conforme mostrado na tabela do Apêndice 5.4, pág. 43. 

Configuração da aeronave. 

Com relação a configuração do avião esta poderá ser qualquer uma desde que se respeite o critério dimensional estabelecido no Capítulo 2 (entre 2500 mm e 3200 mm ) e que em sua construção tenham sido utilizados SOMENTE materiais PERIMITIDOS (ver Seção 2.3, página 9).Alguns exemplos de configuração podem ser vistos a seguir. Cada uma possui as suas particularidades, suas vantagens e desvantagens. Cabe a cada equipe definir qual é a melhor configuração e o porque esta foi escolhida.Os motivos desta escolha serão inclusive um dos itens mais importantes a seremavaliados no Relatório de Projeto. É interessante que a equipe faça algumas pesquisas para entender um pouco as características de cada configuração antes de proceder com a escolha. 

Papel do Professor Orientador 

“Tudo o que sabemos fazer, aprendemos fazendo” (Aristóteles) 

Esta seção visa ressaltar o papel do professor orientador de cada equipe participante do Campeonato Embraer de Miniplanadores.Deve-se ter o aprendizado como uma das grandes metas de cada projeto destinado ao Campeonato. O desenvolvimento de um projeto desta natureza é uma experiênciaconsideravelmente realista onde os alunos e eventualmente os futuros engenheiros,através do trabalho no campo da Engenharia Aeronáutica, terão a oportunidade de, dentro de um time dedicado, desenvolver um projeto que engloba os diversos aspectos técnicos e interpessoais necessários ao dia-a-dia em qualquer atividade ou carreira a ser escolhida pelos alunos. 

Miniplanador

Planador da equipe de Gavião, em teste.

Vôo teste do Planador da esquipe de Gavião.

Hora do lanche!

Equipe reunida, CTA São José dos Campos-SP
Ensaios de vôo
Equipe de Gavião Peixoto

Equipe de Gavião Peixoto, em São José dos Campos-SP.
Onde conseguimos com muito esforço o 2º lugar.
Em uma competição com 400 alunos.

Campeonato Embraer de miniplanadores 2009

Roof Tramp
Roof Tramp

Meu tiny glider

Tiny Gliders

Tiny gliders

O que é CG?

Centro de gravidade, ou CG, não é exclusividade de aeromodelos, se você colocar muito peso no porta-malas de um carro provavelmente ele irá derrapar e balançar nas curvas, se colocar muito peso na frente, vai tender a ir em linha reta e ficará difícil de manobrar.
Se você está construindo um modelo a partir da planta, provavelmente o local do CG está indicado. O mesmo vale se for um kit ou modelo pronto. Procure ajustar a posição dos componentes mais pesados (geralmente bateria) de forma que quando apoiado pela asa na posição do CG o modelo fique na horizontal ou ligeiramente inclinado com o nariz para baixo até uns 5 graus
Se o modelo é seu próprio projeto ou uma adaptação, comece com o CG a 1/3 da medida da corda a partir do borto de ataque da asa (por exemplo, se a asa tem 18cm de corda, comece a 6cm do bordo de ataque), e caso necessário ajuste um pouco para a frente ou para trás até obter o tipo de vôo que deseja .

Envergadura:560mm                                                                                                                                                    

Comprimento:500mm

(todas as medidas em mm)

Fuselagem-Utilize uma vara de fibra de vidoro

de 3mm  para a fuselagem e um chumbo de pesca de aprox.8g no nariz.

Asas:use depron de 2,3 ou 4mm cortadas com estilete bem afiado e com bordas amassadas/afinadas,utilize calços de 50mm em cada ponta da asa para formar o diedro.

Para unir as peças pode-se utilizar cola quente(bemquente) ou araldite.

Vôo:lançando com a mão e conforme estiver ajustado/lançado,pode escrever uma curva e retornar á mão do lançador,após completar uma,duas ou até 3 voltas completas com aproximadamente  6 metros de diametro.(voe somente em dias sem vento.)

Esse modelo é muito fácil de fazer e utiliza materiais que podem ser encontrados em casa,essa é a idéia,um modelo que voa bem pois se lançado de forma correta sobe e faz três curvas completas antes de pousar.

As bandeijinhas( vou usar o nome correto daqui pra frente:Depron) podem ser encontradas em frios de supermercado e outros produtos como pizzas e outros alimentos.as folhas de 2,3 ou 4mm podem ser encontradas em papelarias e lojas de materiais de arquitetura e para se fazer maquetes.

Material para construir:

*Caneta esferográfica;

* Régua e esquadro;

*Estilete (peça ajuda à um adulto para cortar as peças da planta)

*Uma folha de Depronde tamanho A4 com 3 ou 4mm de espessura ou algumas bandeijinhas de frios emendadas com cola quente;

*Vareta de bambu ou madeira,dessas de churrasco,ou uma vareta de fibra de vidro de 3mm.

*Pistola de cola quente para colar

* Lixa

* Peso para o nariz do modelo

* Planta impressa em papel A4

Instruções para montar o modelo:

1)Imprima a planta e junte todo o material para iniciar a construção do modelo,em uma mesa firme e plana com espaço,luminosidade e ventilação adequada.Mantenha-a sempre limpa! Utilize uma base específica para cortar com o estilete,não detone sua mesa! rs

2)Corte as peças conforme a planta,pode-se decalcar usando um papel carbono ou cole a planta sobre o eppron utilizando cola Pritt e retire o papel depois de cortadas.

3)Certifique-se que as asas e a cauda estão simétricas e idênticas,lixe para tirar defeitos e arredonde as partes superiores das asas com lixa.

4)Cole as asas e a cauda na vareta seguindo as dimensões da planta.

5) Decore seu modelo com fitas adesivas coloridas ( se quiser é claro, não é obrigatório)

6)Verifique o CG (centro de gravidade) no modelo conforme indicado na planta,adicionando e retirando peso no nariz até que o modelo possa ser suspenso pelas asas em um ponto próximo à fuselagem (não pela ponta) pelas pontas dos dedos e que esse ponto coincida com o CG da planta.

Lançamento do modelo:

O lançamento correto faz parte do treinamento,segure o modelo com o polegar e o indicador em pinça segurando-o pelo CG, o braço deve ficar totalmente flexionado,com cotovelo pra baixo e colado ao corpo,mão acima do ombro,com o antebraço bem na vertical e na hora de lançar o modelo somente projetar a mão pra frente terminando o movimento com o braço esticado e bem na horizontal. Se o modelo está indo para cima, que o movimento termine com o braço esticado um pouco para baixo, e vice versa.

Lançamentos mais altos SÃO SIM arremessando o modelo para cima,porém com uma asa bem mais alta que a  outra, de modo que com a ajuda do vento o modelo descreva uma curva ascendente  a medida que diminui sua velocidade e se estabiliza a favor do vento.Por isso,para aqueles que não conseguem lançar reto,que lancem alto mas em curva,o modelo tem que ser trimado para executar uma curva de uns 5 m de raio( uma rotatória aprox.) ai que está a graça da brincadeira, fazer o modelo voltar na mão depois de uma, duas ou até três voltas voando.Esses que lançam pra cima devem lançar o modelo com a asa de fora da curva bem mais alta.

Como trimar o modelo?

Ajuste o CG de forma que o planeio seja reto e o modelo com uma pequena tendência à estolar,ou com pequenas cabeceadas curtas, se o intervalo das cabeceadas é grande, o CG pode ser atrasado ou o profundor cabrado.

Em seguida coloque curva no modelo, no caso da causa V para dar curva à direita abaixe o leme da direita e suba o da esquerda proporcionalmente,se o modelo espiralar (ir aumentando a curva e entrar pra dentro da curva),aplique washin (asa mais flapada na ponta) na asa de dentro,ou atrase mais o CG, ou washout( asa menos flapada na ponta) na asa de fora.

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!